Nosso Telefone:

(11)4702-4313

Whatsapp:

(11)97445-7241


Destinação adequada do óleo

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Óleo Vegetal (ABIOV), o Brasil produz cerca de 6,1 bilhões de litros de óleo vegetal por ano – sendo 4,8 bilhões de litros destinados ao mercado nacional. Desse total, metade da produção destina-se a fins comestíveis.

Infelizmente, o volume de reciclagem de óleo vegetal comestível descartado ainda é muito pequeno no brasil. Estimativas da organização Pensamento Nacional de Bases Empresariais (PNBE) dão conta de que apenas de 2,5% a 3,5% do óleo são reciclados.

Muitas vezes os serviços de coleta desse óleo são realizados de maneira informal e sua destinação é feita de forma inadequada, o que pode gerar graves problemas ambientais.
Além de causar o entupimento das redes de esgoto, ao entrar em contato com a água, o óleo cria uma película na superfície de rios, lagos e riachos. Isso impede a passagem da luz e do oxigênio, dificultando a vida nesses ambientes.

Quando jogado diretamente no solo, o óleo também impermeabiliza a terra, diminuindo sua fertilidade e atrapalhando o escoamento de água, o que pode agravar o problema das enchentes.

Embora os números ainda sejam controversos e difíceis de precisar, segundo estimativas da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), cada litro de óleo despejado em pias e ralos contamina cerca de 25 mil litros de água.